AMTU web

 


Z1

Vereador Kleber (ao fundo) congratula trabalhadores da saúde

Foi aprovado o requerimento de autoria do vereador Kleber Silva (Novo), com votos de congratulações aos trabalhadores da área da saúde pelos relevantes serviços prestados nos últimos meses com o Programa Fila Zero. Segundo o vereador, a prefeitura lançou o programa em 2023 com o objetivo de zerar, até o final deste ano, todas as filas para consultas, exames e cirurgias, procedimentos que estavam atrasados devido a pandemia.

Com a união de instituições públicas e privadas, por meio da Secretaria de Saúde, aproximadamente 50 mil procedimentos em atraso estão sendo agendados e realizados. "Todo o acúmulo de demanda gerado pela pandemia será colocado em dia ao longo de 2023, graças ao compromisso, responsabilidade e esforço dos trabalhadores da área da saúde", afirmou o vereador.

Termo aditivo libera R$ 2 bilhões para a saúde nos municípios mineiros

Um termo aditivo assinado nesta terça-feira entre o Governo de Minas, Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e Associação Mineira de Municípios (AMM) libera a utilização de recursos até então “carimbados” para a saúde no Estado. A elaboração do documento foi uma iniciativa da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, tomada com o objetivo de minimizar os problemas enfrentados pelos gestores municipais neste setor.

O acordo permite o remanejamento de recursos que estavam "parados" e seriam destinados de outros setores para a área da Saúde. O objetivo é facilitar a gestão financeira dos municípios e minimizar as dificuldades enfrentadas pelas cidades mineiras. Além de mais autonomia aos prefeitos.

"Estamos dando mais um passo importantíssimo em Minas Gerais. Os prefeitos, a partir de agora, terão a liberdade de usar esses R$ 2 bilhões, que tem que ser ressaltado, já estão depositados nas contas das prefeituras há vários meses, mas que, até então, estavam travados porque havia impeditivo legal com relação ao objeto do convênio firmado alguns anos atrás”, disse o governador Romeu Zema.

A liberdade para decidir onde cada valor será aplicado dentro de cada cidade era uma reivindicação antiga das entidades municipalistas e a conquista foi comemorada pelo presidente da AMM e prefeito de Coronel Fabriciano, Marcos Vinicius Bizarro.

Situação preocupante

O programa Hora da Verdade, da TV Poços, iniciou a série de entrevistas com os ex-prefeitos, que irá ao ar até o dia 6 de novembro, aniversário da cidade. O primeiro entrevistado foi Adnei Pereira de Moraes que ao ser questionado pelo jornalista Wiliam de Oliveira sobre sua percepção atual do país garantiu que é preocupante.

"Nós estamos vivendo um período de divisão interna importante. Já tivemos isso no passado, mas acho que nunca foi tão característico, tão forte como hoje. Temos dois grupos bem diferenciados, um posicionado mais à esquerda, outro mais à direita, e estes dois grupos estão de digladiando e a gente não encontra um norte para irmos juntos. O momento é de somar. Depois de uma crise como essa, da pandemia, que ameaçou toda a sociedade, tínhamos que somar esforços para fazer um projeto de união", defendeu.

Embora este projeto tenha sido uma promessa, Adnei afirmou que não tem visto isso, mas espera que caminhemos nessa direção, no sentido de perdoarmos e construirmos. O ex-prefeito garantiu que ficou surpreso com essa cisão também em Poços, embora em número menor.

"Oposições radicais dos dois lados não contribui para nada, quem perde somos todos nós", lamentou Adnei.

Cidade privilegiada

Para Adnei, Poços é uma cidade privilegiada. "Tive a oportunidade, ao trabalhar no Ministério da Saúde por 15 anos, de visitar todo o Brasil e não conheço uma cidade igual Poços de Caldas. É uma cidade com uma qualidade de vida extraordinária, um povo muito bom, reúne condições ideais para se viver", afirmou. De acordo com ele, cada prefeito, ao seu tempo, tem sua realidade. Como secretário teve a iniciativa de realizar um trabalho para acabar com a mortalidade infantil. "Eu cheguei na minha gestão como prefeito com 96% de rede de esgoto, como 98% de rede de água encanada", afirmou.

Citou ainda a situação da Conjunto Habitacional Dr. Pedro Affonso Junqueira, em que as 1.551 casas foram entregues pela Cohab, com poços artesianos e fossas. "Com a péssima condição genealógica do terreno o poço começou a dar problema e a fossa, as caixas encheram, e o esgoto escorreu pelas ruas", recordou.

Adnei decidiu fazer uma captação e jogar na caixa, bem como fazer uma rede de esgoto e dar o tratamento adequado, porque não podia jogar lá na frente. "A primeira estação de tratamento de esgoto no interior de Minas foi feita no Conjunto Habitacional", afirmou.

Adnei também disse que foi na Cohab em Belo Horizonte e conseguiu mudar a norma de que todas as casas do conjunto habitacional deveriam ser pintadas de branco e que os comércios funcionassem apenas em barracões.

Comissão Eleitoral para eleição no Sindserv

Foi eleita, na segunda-feira, a Comissão Eleitoral que será responsável pela condução do processo eleitoral para a escolha da nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais.

A comissão será composta por Silvana Jacinto (AME), Maria Stela Pereira David (CEI Santo Andrpe), Patrícia de Freitas (DMAE), Carlos Henrique de Oliveira (E.M. Rafael Santos Neto) e Mônica Canto (PSF Nova Aurora)

O primeiro trabalho da comissão será o processo de inscrição das chapas que vão concorrer à eleição.

Com o ministro

adaale

Em reunião com o ministro de minas e energia, Alexandre Silveira, o novo presidente da INB, poços-caldense Adauto Seixas, renovou compromissos de garantias de recursos orçamentários para o descomissionamento da unidade de Caldas e reafirmou que na sua gestão nenhum material radioativo, o chamado lixo radioativo, vira para Caldas.

Aprovado, projeto de reestruturação da GM segue para sanção

Com a aprovação pela Câmara Municipal, ontem, por 13 votos contra 1, em segunda discussão, do projeto do executivo que reestrutura a Guarda Municipal, cria a Ouvidoria e a Corregedoria e permite o armamento da corporação, agora segue para o executivo onde será sancionada pelo prefeito Sérgio Azevedo.

Novamente a votação levou um grande número de guardas municipais ao plenário, que eram favoráveis à proposta, e gerou muita discussão entre os vereadores.

Muita coisa ainda para ser feita

Ontem, no programa Café Interativo, da Sulminas TV, a secretária de Administração, Ana Alice de Souza, garantiu que na prefeitura se trabalha demais e se ocupa muito o tempo. "Estou ali sempre acreditando. É uma equipe coesa, Os secretários mantem um relacionamento muito bom ", afirmou ela.

Disse que o tempo está passando, que estamos quase em outubro e que ainda tem muita coisa para ser feita por esta administração.

"No ano que vem começa o clima de quem será o candidato a prefeito, quem o Sérgio vai apoiar, quem vai ser o sucessor e algumas secretarias acabam entrando nisso. O Sérgio sempre deixou muito claro que na hora certa vai divulgar o nome e todo mundo ali vai trabalhar em prol desse nome, mas vamos focar no trabalho, tem muita coisa para fazer", afirmou.

Ana Alice ainda declarou que tem certeza que a população está vendo o trabalho bem feito pela administração, do prefeito, do vice e dos secretários e, principalmente, dos servidores.

"São os nossos servidores que carregam o piano e fazem um trabalho diferenciado, de todas as secretarias. Se me perguntarem qual a secretaria mais importante respondo que são todas elas, porque é uma engrenagem, uma precisa da outra", analisou.

Nas mãos de Deus

Questionada por um telespectador se o candidato a prefeito será o secretário de saúde, Thiago Mariano, tendo como vice a vereadora Regina Cioffi, a secretária de administração Ana Alice não soube informar. "Eu não sei dar esta informação, porque pelo que eu sabia o prefeito não fechou nenhum nome. Eu acho que é um assunto que diz respeito ao prefeito, ao vice, até porque é uma questão muito política. Vão falar que eu estou ali, sou secretária, mas minha secretaria não tem que estar ali aparecendo, é um trabalho nos bastidores e, por sinal, trabalha muito bem, não querendo puxar sardinha, mas se trata de uma secretaria que tem gestão sobre de 6 mil servidores", lembrou.

Ana Alice voltou a afirmar que a escolha do candidato para suceder Sérgio compete ao prefeito e ao vice, que vão sentar e alinhar o nome certo. "Espero e creio muito que Deus vai providenciar uma pessoa boa, que tenha a mesma linha de trabalho do prefeito, que seja honesta, trabalhadora, que tenha um bom relacionamento, que tenha a preocupação de fazer o trabalho bem feito para a cidade e para os servidores", defendeu Ana Alice. 

   EM OFF   

* Marcelo Gazzafi de Mendonça, um poços-Caldense, foi nomeado para assumir a Chefia do DER na região de Poços de Caldas. Gazzafi possui formação técnica em Eletroeletrônica, duas graduações em Engenharia, Civil e Elétrica e uma Pós-Graduação em Sistemas, estando devidamente registrado no CREA-MG como Engenheiro Eletricista e Engenheiro Civil, desde 2012. Foi finalista do revolucionário projeto Transforma Minas, que viabiliza nomes técnicos para cargos públicos.

* Nas articulações em torno da sua sucessão na chefia do executivo o prefeito Sérgio Azevedo vai precisar de muita habilidade e jogo de cintura para não provocar um racha no grupo. Senão vejamos, o União Brasil, através do seu presidente Tiago Cavelagna já deixou claro ao prefeito que agora será a vez do seu partido indicar o candidato a prefeito.

* Pois bem, mas se isso acontecer, o problema estará no candidato a vice, posto cobiçado tanto pelo PSDB (José Damião), como pelo PSC (Marcelo Heitor) e pela vereadora Regina Cioffi (PP), sem falar no PSD do secretário de saúde Thiago Mariano, que trabalha para ser o candidato ao comando do executivo. Se bem que caso as indicações do prefeito não agradem a algum dos partidos coligados, um racha será difícil de acontecer porque os pretendentes, todos eles, não tem o mínimo desejo de ficar fora da próxima administração, independentes dos escolhidos pelo alcaide para disputar os cargos majoritários.

* Perguntada ontem sobre se apoiaria como candidatos seu colega de secretariado Thiago Mariano e a vereadora Regina Cioffi como vice, a secretária de Administração Ana Alice de Souza se esquivou da resposta dizendo que confia em Deus para que o escolhido seja alguém que possa dar continuidade ao trabalho do atual prefeito.

* E por falar em eleição, segundo noticiário da grande imprensa, o prefeito Sérgio Azevedo deve entrar para a história política da cidade não só como o primeiro prefeito a ser reeleito, mas também o único, isto porque o senador Rodrigo Pacheco, com apoio das principais lideranças do Senado e da Câmara Federal, anda defendendo o fim da reeleição nos três níveis (federal, estadual e municipal). Como muitos não desejam mais um mandato do presidente Lula, a proposta reúne boa chance de ser aprovada.

* Sempre atento ao noticiário que diz respeito a sua pasta, o jovem secretário Franco Martins, titular da Secretaria de Desenvolvimento e Trabalho (Sedet), a respeito da nota publicada ontem sobre a vinda de novas empresas para o município, como reflexo da exploração das nossas terras raras, informa que a Sedet vem acompanhando e participando próximo das empresas que estão envolvidas no projeto, tanto da Meteoric como do segundo projeto, da empresa chamada Viridis com sede em Perth, na Australia.

* A atenção é com todas as engrenagens que envolvem as sinergias desses projetos e a cidade estando preparada de modo adequado os ganhos serão melhores, afirma Franco, lembrado que sua família com a liderança do seu pai, Laércio Octávio Martins, trabalhou ativamente na vinda da Alcoa para Poços e no começo da Alumar no Maranhão. “Lógico que são tempos e projetos diferentes, mas essas experiências adquiridas por mim vão somar muito nesses projetos em Poços”, garante o jovem titular da SEDET.

* Na sessão desta terça-feira, o vereador Silvio de Assis (MDB) apresentou e teve aprovado, requerimento contendo votos de congratulações ao senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Federal, pela indicação do engenheiro Adauto Seixas a presidência da INB (Indústrias Nucleares Brasileiras). Na posse do novo presidente que reside em Poços onde mantém um largo círculo de amizades, estiveram presentes o ex-vereador Waldemar Antonio Lemes, amigo pessoal de Adauto, acompanhado do emedebista João Artegnan Cerqueira Lima, o “João Grandão”.

* Foi publicado no diário oficial do município o primeiro termo aditivo no contrato firmado entre a Prefeitura e a empresa Jemac Prestadora de Serviços Ltda. vencedora da concorrência pública para execução das obras na denominada Alameda Poços. O aditivo acrescenta serviços complementares no valor de R$ 366.018,71 ao valor do contrato, passando este de R$ 1.813.561,31, para R$ 2.179.580,02, um acréscimo de 20,18%; acrescenta também serviços extras no valor de R$ 87.361,84 ao valor do contrato, passando para um total de R$ 2.266.941,86, o que representa um acréscimo de mais 4,82%

* Junto com os coleguinhas da imprensa local e regional, estarei participando nesta manhã de quarta-feira, de uma visita a Alcoa, como parte do programa Alcoa de Portas Abertas, iniciativa do setor de relações públicas da empresa. A programação tem início às 8h30m com recepção aos convidados e segue até as 13h30 quando a visita será encerrada após um almoço.

luizinho

* Na sexta-feira o deputado estadual Luiz Antonio da Silva, o Luizinho do PT, ex-prefeito de Alfenas, estará cumprindo agenda em Poços. Ás 7h30 concederá entrevista na Jovem Pan, depois na Sulminas TV e a tarde visitará várias entidades.