Anuncio_-_Tribuna_Zona_Leste_-_Alcoa_59_anos-portal.jpg


 

sind

Sindicalistas apresentaram 20 reivindicações aos candidastos a prefeito

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Poços de Caldas lançou nesta segunda-feira (1º) uma carta de compromisso com as principais demandas da categoria para os pré-candidatos à Prefeitura da cidade. A carta conta com 20 propostas que vão desde o reajuste salarial anual com ganho real a até um plano de combate ao assédio moral a ser realizado com as chefias de cada setor.

Na noite desta segunda-feira, o Deputado Federal e pré-candidato à Prefeitura de Poços de Caldas, Ulisses Guimarães (MDB), esteve presente na sede do Sindicato e foi o primeiro a assinar a carta de compromisso. A diretoria do Sindicato está à disposição para receber e conversar com outros pré-candidatos que queiram conhecer as demandas dos servidores que não foram atendidas pela atual administração. “Nós estamos abertos ao diálogo. É sabido que o atual prefeito trata os servidores públicos com autoritarismo e falta de respeito, e por isso nós já estamos buscando meios de ter o compromisso de que o próximo gestor irá valorizar aqueles que impulsionam a máquina pública e, através do trabalho, atendem a população poços-caldense”, explicou a Presidenta do Sindserv, Greice Keli Alves.

Projeto do Centro Administrativo foi apresentado por Couro Minas

Tereza Navarro, agora filiada ao PRD, afirmou em entrevista ao Café Interativo, da Sulminastv, que seu pai, Sebastião Navarro, sempre teve o sonho de fazer o Centro Administrativo, que englobasse todos os poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário. "Foi feita uma comissão, escolhida uma área na zona sul, que gerou vários questionamentos e quem lhe sucedeu foi o Paulinho Couro Minas. Eu era secretária de turismo e cultura e o Paulinho foi quem me apresentou este projeto de transformar a rodoviária em uma nova prefeitura. Na época o meu pai não gostou da idéia, porque achou que iria descaracterizar o projeto que resultou na construção do terminal rodoviário", lembrou Tereza.

Com o passar dos anos, segundo ela, o projeto ficou engavetado e ressurgiu agora na administração do prefeito Sérgio Azevedo.

"Quando foi lançado este projeto houve boatos de que teria o nome do meu pai. Em nenhum momento a família foi procurada para falar alguma coisa a este respeito", garantiu Tereza. Na informalidade, de acordo com ela, com uma conversa lhe perguntaram o que achava e ela respondeu que seu pai, hoje em dia, talvez aprovasse, mas quando era vivo e ficou sabendo do projeto, os olhos dele não brilhavam com essa idéia.

"Passado este tempo, para a família, o que me dói no peito é ver, às vezes, o acervo do meu pai perdido. O escritório que eu trabalho é repleto de coisas da vida dele e muitas dessas partes têm a ver com a história de Poços de Caldas. Às vezes o melhor para a família seria levar um pouco desse acervo para o museu ou para o próprio Centro Administrativo para poder preservar um pouco a sua história", disse Tereza.

Conversa com o prefeito

Tereza Navarro contou que, há duas semanas, o prefeito Sérgio Azevedo a chamou para conversar, quando confirmou que tinha a intenção de colocar o nome de seu pai, Sebastião Navarro, no Centro Administrativo. "Eu expus isso para ele, desde a época do Paulinho Couro Minas, que não era um desejo dele juntar a rodoviária com a prefeitura, mas que, de maneira alguma, eu seria ingrata de não aceitar uma homenagem ou colocar uma objeção. Eu achei engraçado porque o prefeito enfatizou que estaria fazendo esta homenagem porque dentro da memória recente da população, o meu falecido pai ainda é lembrado", contou Tereza, tendo o prefeito acrescentado que não é porque a família Navarro o apoiou, porque isso não aconteceu. "Eu concordei porque isso é verdade, mas se é pela história de vida do meu pai, homenagem se aceita e eu agradeço", declarou Tereza.

Aliança com o MDB

Tereza Navarro garantiu que quando conversou com o pré-candidato a prefeito, Ulisses Guimarães, para que o seu partido PRD se aliasse ao MDB, nunca o fez com a intenção de ser sua vice na chapa. "Eu falei que queria compor, queria fazer parte desse grupo político para ser ouvida e ter espaço de atuação. Se nós formos escolhidos e eu tiver o privilégio de ser a vice-prefeita, eu vou dar todo o meu potencial de trabalho e toda experiência política que adquiri tanto na iniciativa privada quanto no governo de Minas e na prefeitura”, garantiu Tereza.

Projetos aprovados

Foram aprovados por unanimidade, em regime de urgência, ontem, na Câmara Municipal, os projetos do executivo dispondo sobre a revisão geral de 4,62% e de aumento real de 0,38% da remuneração dos agentes públicos e o que reajusta o vale-alimentação dos servidores de R$ 650 para R$ 700 a partir de 1º de junho. Foi aprovado também o projeto de autoria da Mesa Diretora da Câmara dispondo sobre o reajuste do vale refeição, vale-alimentação dos servidores públicos, efetivos e comissionados.

   EM OFF   

deng

* A prefeitura está fazendo uma enorme campanha para conscientizar a população sobre os riscos da dengue e solicita que os moradores tenham o máximo de cuidado com água parada, local preferido para criadouros do mosquito. Só que a própria prefeitura não tem o mesmo cuidado com as praças e área de lazer cuja responsabilidade pela manutenção é dela. A foto acima mostra a fonte na Praça dos Macacos, desativada e com água parada já faz um bom tempo. Pode estar cheia de perinlongos.

* O ex-vereador Rovilson de Lima, anunciou ontem que assumiu a presidência do PRTB em Poços de Caldas, onde a legenda estava sob domínio da vereadora Regina Cioffi. O ex-vereador aproveitou também para lançar a sua pré-candidatura a prefeito pelo partido.

* Rovilson foi eleito vereador em três eleições seguidas, a primeira delas aos 21 anos, sendo o mais jovem vereador da história de Poços. A comissão executiva do PRTB está assim constituída: Rovilson de Lima como Presidente; a advogada Luciana Dias, vice presidente; Willian Ferreira de Lima, secretário; Valquíria Ferreira de Lima, tesoureira e Francislei Ribeiro, vogal.

* Caso as pré-candidaturas se confirmem, não resta dúvida de que esta eleição será bastante movimentada e muito animada. Ate agora já anunciaram candidaturas a prefeito Eloisio Lourenço (PSB), Ulisses Guimarães (MDB), Thiago Biagioni (PMN), Rovilson de Lima (PRTB), Jaderson Rodrigues, além do candidato do PT a ser lançado nos próximos dias e provavelmente o secretário de governo Paulo Ney, representando o grupo liderado pelo prefeito Sérgio Azevedo.

* Pelos nomes dos candidatos, é possível prever que o representante do prefeito será transformado numa espécie de saco de pancadas durante os debates, uma vez que na defesa da atual gestão, o candidato da situação estará sozinho. Vai precisar de muito jogo de cintura e habilidade para se sair bem nos debates.

* Ainda sobre candidaturas a prefeito, o PT liderado pelo ex-prefeito Paulo Tadeu está encontrando dificuldade para escolha do candidato que vai representar o partido na eleição de novembro. Além do vereador Diney Lenon, que já anunciou que não será candidato a prefeito, o professor Tiago Mafra também recusou o convite e a recusa consta inclusive em ata da última reunião realizada com o comando petista.

* Com isso apenas Cacá D’arcádia permanece como provável candidata, apesar da opinião dos próprios companheiros de legenda, que são a favor de que ela se candidate a uma cadeira na Câmara Municipal e o partido não lance candidatos a cargos majoritários.

* Durante a entrevista, ontem, no programa Café interativo, da Sulminastv, Tereza Navarro confirmou que aceitou a proposta do prefeito Sérgio Azevedo em homenagear seu pai, dando o nome de Sebastião Navarro Vieira Filho ao prédio do futuro Centro Administrativo. Inicialmente Tereza estava em dúvida se aceitava ou não a homenagem pelo fato de o prédio estar sendo construído na mesma área do terminal rodoviário, uma obra executada na gestão do seu pai. Aconselhada pelo ex-prefeito Luiz Antonio Batista, e em nome dos familiares, Tereza decidiu aceitar a homenagem.

* No diário oficial do município, edição desta quarta-feira está publicado o primeiro termo aditivo no contrato firmado entre a prefeitura e a empresa que ficou encarregada de prestar serviços para elaboração de laudo técnico, projetos, planilha orçamentária, cronograma físico financeiro e especificações técnicas, para avaliação da estrutura de sustentação do Monotrilho. O prazo para conclusão dos estudos foi prorrogado por mais 45 dias.

* Pelo visto o Monotrilho, realmente um presente de grego que o prefeito Sérgio Azevedo decidiu aceitar e transferir para o município, não terá uma solução ainda durante o seu governo. O sonho do prefeito que era embarcar no Monotrilho e descer até o terminal rodoviário para em seguida inaugurar o prédio do futuro Centro Administrativo, não será concretizado e a solução sobre o Monotrilho deve ficar para a próxima administração.

* O vereador Flvaio Togni de Lima e Silva (MDB), entregou ao deputado federal Ulisses Guimarães Borges, um pedido de recursos para os hospitais que atendem os pacientes do SUS em Poços de Caldas. Segundo Flavinho, a medida irá atender Santa Casa e Santa Lúcia, duas importantíssimas unidades de saúde do nosso município e referências para a nossa região.