Deprecated: Optional parameter $parent_id declared before required parameter $endLevel is implicitly treated as a required parameter in /home/tzleste/public_html/modules/mod_cinch_menu/core/accmenureader.php on line 22

pc geral

Poços de Caldas continua com um pouco mais de 160 mil habitantes

De acordo com os dados do censo 2023 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população total de Poços de Caldas, Minas Gerais, é de 163.742 pessoas. Desse total, 79.068 são homens (48,3%) e 84.674 são mulheres (51,7%), sendo a maior faixa etária dos 40 aos 44 anos, 6.587 homens e 6.910 mulheres. Em seguida estão aqueles na faixa de 25 a 29 anos, sendo 6.209 homens e 6.334 mulheres. Pelo Censo, de zero a 4 anos são 4.176 crianças do sexo masculino e 4.156 feminino. É pequeno o número de idosos de 100 anos ou acima. São 36 homens e 117 mulheres.

Tem início o processo para instalação da Corregedoria e Ouvidoria da GM e armamento

A Secretaria de Defesa Social já encaminhou para a Secretaria de Governo as indicações do corregedor e ouvidor da Guarda Municipal, que após o aval do prefeito serão publicadas no Diário Oficial do município.

"Com a corregedoria e ouvidoria instaladas os trabalhos serão iniciados. A Corregedoria começará a avaliar as condutas, ações, críticas, sugestões da Guarda Civil Municipal e dos GMs. Qualquer conduta que não seja condizente ou que seja um elogio, será avaliada pela Corregedoria", explicou o secretário de Defesa Social, Rafael Tadeu Conde Maria.

Também com a Corregedoria e Ouvidoria instituída será encaminhada toda a documentação à Polícia Federal, bem como será encaminhada a documentação da empresa que vai fornecer os profissionais para o curso de armamento para os guardas municipais.

"Neste primeiro momento serão 40 guardas a serem treinados aquele que conseguir os laudos, psicológico e técnico e passar por todos os treinamentos, terá o porte de arma deferido. Claro que, após encaminhamento da documentação para a Polícia Federal, que nos devolve um convênio para assinatura do prefeito e, assim, efetivamente, vamos emitir o porte funcional para cada guarda civil municipal", explicou o secretário.

De acordo com ele, após o porte funcional, em paralelo, tramitará a compra de armamento, cujo calibre ainda não foi definido. "Nos próximos dias iremos definir tudo isso junto ao comando da Guarda", informou Rafael. O armamento da Guarda Civil Municipal não se dará este ano, uma vez que só de treinamento serão 100 horas, com, no mínimo, 300 disparos.

"É um curso caro e provavelmente não conseguiremos colocar isso este ano, não há tempo hábil. Os treinamentos devem começar, se a Polícia Federal der realmente o aceite do convênio, entre janeiro e fevereiro. Eles começam o treinamento entre janeiro e fevereiro e estimamos que até meados de 2024, os guardas consigam ter o porte funcional", explicou o secretário.

Sindserv se compromete a lutar por benefícios aos estatutários

Questionava se o resultado da votação agradou o sindicato, a sindicalista Marieta Carneiro afirmou que "agradar é uma palavra muito forte para o contexto". Explicou que como o Sindserv defende os direitos, o projeto que passou é um estatuto, que vem de uma forma bem mais enxuta no que se diz de direitos aos servidores públicos.

"Entendemos que o sindicato terá um compromisso de conseguir benefícios para esta nova categoria de estatutários. Imaginávamos que os pontos que o sindicato sugeriu, que já temos como celetistas, fossem acrescentados no regime estatutário, mas não conseguimos. Tentamos esta negociação com a administração municipal durante estes anos todos, para que alguns benefícios já fossem assegurados, alguns vereadores fizeram proposta de emenda lá na hora e algumas foram rejeitadas", afirmou.

Lamento e ironia

Nas redes sociais a presidente da Academia Poços-Caldense de Letras, Regina Alves, lamentou o incêndio ocorrido em um imóvel da prefeitura, na zona leste, onde funcionava anteriormente uma creche. "O imóvel que nos foi prometido pelo secretário de Governo, com anuência do senhor prefeito, para ser sede própria da APCL, pegou fogo nesta madrugada. Preferência dada aos usuários de droga e desocupados, em detrimento ao uso para uma entidade cultural. Isto é que é valorizar a cultura", ironizou, acrescentando que era "bem capaz da administração aparecer" agora com o documento pronto para 'presentear' a Academia Poços Caldense de Letras com sua sonhada sede própria.

   EM OFF   

* Sem dúvida, o saldo da visita que o deputado federal Paulo Guedes (PT) fez a Poços de Caldas neste final de semana foi altamente positivo para a cidade, até porque não temos mais representante na Câmara Federal e muito menos junto ao governo do presidente Lula. Paulo Guedes possui bom trânsito em algumas áreas do governo e uma delas está no setor de aviação civil, onde trabalha para que seja criado um fundo que possa auxiliar as empresas aéreas na expansão das suas linhas.

* A disposição do deputado Paulo Guedes que mesmo sendo de outra região do Estado, se dispõe a trabalhar também por Poços de Caldas, claro que é bem vinda e foi com a sua ajuda que a direção da Caixa Econômica Federal anunciou o retorno da Superintendência Regional para Poços de Caldas.

* Ao visitar o aeroporto na companhia do ex-vereador Waldemar Lemes, seu amigo de longa data e do empresário Silvio José Ferreira, o deputado afirmou que existem condições para que o aeroporto local, que continua sob a administração da Infraero, possa receber voos ligando Poços ao Rio de Janeiro e também a Belo Horizonte e prometeu trabalhar para que isso aconteça.

* No entanto, a visita serviu também para jogar luz em uma polêmica que envolve o Aeroclube e a Prefeitura que está querendo desalojar o Aeroclube dos dois hangares que ocupa no aeródromo (não é aeroporto). Fundado em 1943, portanto com 80 anos de existência, sendo uma entidade declarada de utilidade pública, seu presidente, recebeu da administração municipal uma notificação judicial no dia 11 de setembro último, para que desocupe tanto o hangar de número 1, construído em terreno doado e com recurso próprio, como também o de número 2, que foi construído pelo empresário Sebastião Curimbaba e posteriormente doado ao aeroclube.

* Com data do dia 28 do mesmo mês, a direção do Aeroclube apresentou uma contra notificação judicial, assinada pelo seu presidente Jean Claude Manzo, para rebater a intenção do chefe do executivo em acabar com um patrimônio municipal, que está amparado nos termos do Convênio Para Administração, Manutenção e Exploração do Aeródromo de Poços de Caldas, conforme Resolução datada de 12 de junho de 1991, com validade renovável automaticamente por outros 5 anos. A íntegra do documento está no link abaixo.

Aeroclube contra-notificação

* Trata-se de um assunto que merece atenção especial e deverá inclusive ser abordado na sessão desta terça-feira na Câmara Municipal. Vale ressaltar que o novo contrato assinado com a Secretaria de Aviação Civil não substitui o convênio original firmado com o então Ministério da Aeronáutica pois possui objeto diferente. A prefeitura, segundo informações, estaria pagando R$ 200 mil mensais para que a Infraero continue administrando o aeroporto, num contrato cujo valor total chega a R$ 11 milhões. Para continuar utilizando os dois hangares do aeródromo, o Aeroclube se dispôs a pagar um aluguel mensal no valor de R$ 80 para a prefeitura.

* Ouvido ontem pelo blog, o secretário de governo Paulo Ney, informou que o processo se encontra na Procuradoria Geral do Município para a regularização dos hangares ocupados pelo Aeroclube e também por uma guarnição do Corpo de Bombeiros e isto está sendo feito exatamente para que o aeródromo continua sendo administrado pela Infraero, sem nenhum risco para a continuidade do Aeroclube que segundo Paulo Ney, continuará onde está.

* Uma outra informação, a ser confirmada, é de que a Prefeitura estaria promovendo a desocupação dos dois hangares para que a Infraero, possa aluga-los para a empresa Azul, que já demonstrou interesse em transferir um dos seus centros de manutenção das aeronaves para o aeroporto local.

* Segundo o noticiário da imprensa belo-horizontina, o senador Rodrigo Pacheco, aliado com o ministro Alexandre Silveira estão focados nos municípios, preparando uma possível campanha de Rodrigo Pacheco a governador, na sucessão de Romeu Zema. Em BH, Silveira já contratou o marqueteiro Cacá Moreno, vencedor de várias campanhas, para avaliar quais seriam as suas chances como candidato a prefeito da capital mineira, mesmo que isso contrarie o atual prefeito Fuad Noman.

* Por aqui a situação não é muito diferente, Geraldo Thadeu que trabalha na assessoria parlamentar do senador Rodrigo Pacheco e até mesmo o deputado estadual Cássio Soares, presidente do PSD em Minas, já receberam recado que a legenda deve se preparar para montar uma base que se disponha a dar apoio ao senador na disputa pelo Governo do Estado. O tema valeu até um telefonema do deputado Paulo Guedes para Cássio Soares, presidente do PSD mineiro neste final de semana.

* Ufa!!! Com a invasão de hackers no sistema de informática da prefeitura, os mais de seis mil servidores se mostravam apreensivos com um possível atraso no vale-alimentação e salário de outubro. Ontem pela manhã, um comunicado enviado pelo setor de Pessoal aliviou a tensão. O vale-alimentação, bem como o salário do mês já foi creditado hoje, dia 31, na conta de todos os servidores. Vale ressaltar o esforço de uma força-tarefa criada pelo Departamento de Pessoal para que não ocorresse atraso nos pagamentos.

* Na edição de ontem, o diário oficial do município publicou o primeiro termo aditivo no contrato assinado entre a Prefeitura e a empresa responsável pela construção do prédio que vai abrigar o Centro Administrativo. Foi acrescido do preço total a importância referente a serviços extras no valor de R$ 2.051.278,69 ao valor do contrato, passando de R$ 37.981.654,80, para R$ 40.032.933,49, o que representa um acréscimo de 5,40% Houve também acréscimo referentes a serviços complementares, no valor de R$ R$ 1.157.066,40 ao valor do contrato, elevando o total para R$ 41.189.999,89.

* Na mesma edição foi publicado o resultado de Pregão Eletrônico visando a contratação do Instituto Ver Pesquisa e Comunicação Ltda. Objeto: Contratação de empresa especializada para realizar pesquisa em diagnóstico da realidade do esporte e lazer no município de Poços de Caldas. Valor: R$ 140.000,00.

* Na ordem do dia da sessão ordinária da Câmara Municipal desta terça-feira, os vereadores discutem e votam em regime de urgência o projeto de autoria da Mesa Diretora dispondo sobre o Plano de Cargos e Salários dos servidores e dos cargos em comissão e função de confiança do Legislativo. Outro projeto em regime de urgência trata da reorganização e horário de funcionamento da Câmara Municipal.

* Vetado integralmente pelo prefeito Sérgio Azevedo sob a alegação de inconstitucionalidade, o projeto de lei do Legislativo que alterou de 6 meses para 45 dias o período para recontratação por prazo determinado, irá à plenário hoje em discussão única. Os vereadores podem manter o veto ou derrubá-lo.