Deprecated: Optional parameter $parent_id declared before required parameter $endLevel is implicitly treated as a required parameter in /home/tzleste/public_html/modules/mod_cinch_menu/core/accmenureader.php on line 22

src

Prefeitura diz que empréstimo de material hospitalar "é comum"

A prefeitura de Poços solicitou medicamento emprestado do hospital de Santa Rita de Caldas. "A prática de empréstimo de material hospitalar para suprir necessidades especiais é comum entre os hospitais da rede pública e até mesmo da rede privada. A prefeitura de Poços também já forneceu materiais em forma de empréstimo em diversas ocasiões, demonstrando a solidariedade e a colaboração entre as instituições de saúde para garantir o atendimento à população", justificou a Secretaria de Saúde.

De acordo com a secretaria, as causas da falta de medicamentos são diversas e incluem "atraso de fornecedores, escassez de matéria-prima e até mesmo o hackeamento do sistema no ano passado, o que atrasou o processo de compra, com cancelamento da licitação". Ainda segundo a secretaria, apesar da situação de contingência, a prefeitura de Poços conseguiu suprir a necessidade urgente de medicamentos e materiais hospitalares por meio de produtos substitutos e empréstimos de instituições hospitalares.

Reflexão sobre a descriminalização da maconha

Em vídeo divulgado em suas redes sociais, o vereador Claudiney Marques, do PSDB, informou que o STF decidiu descriminalizar o porte de maconha para uso pessoal e que, por isso, desde a última terça-feira, não é mais crime portar maconha até certa quantidade de gramas. "Essa quantidade de gramas ainda está para ser devidamente analisada e talvez fique em torno de 40 gramas por usuário. A questão que não quer calar neste momento é qual? Onde este usuário vai adquirir esta maconha? Vocês já refletiram sobre isso?” Pergunta o vereador.

E continua, será nas redes de farmácias autorizadas? Não. Será nos supermercados? Também não. Provavelmente, obviamente, que esta droga será buscada nas bocas de fumo. Porque não existe outro lugar senão este. O tráfico no Brasil é crime hediondo. Importar, fabricar, produzir, vender drogas no Brasil é proibido. Então onde este usuário vai adquirir esta droga, que agora no seu porte está legalizada?", questionou o vereador.

Para ele, a medida é bastante infeliz e defende que a discussão seja embasada em critérios científicos e focada na saúde. "Esse tema é afeto ao Congresso Nacional. Se existe algum vácuo legal, como diz o STF, assim entende melhor o Congresso, que mão é o momento ainda de discutir a matéria que gera na sociedade brasileira um mal estar muito grande", afirmou Claudiney, pedindo a reflexão de todos sobre o tema polêmico.

Ouvindo mais para errar menos

O pré-candidato a prefeito pelo PL, vereador Marcelo Heitor, esteve ontem na zona sul, no Conjunto Habitacional Dr. Pedro Afonso Junqueira, acompanhado do ex-presidente do diretório do União Brasil, Tiago Cavelagna, conversando com os comerciantes e com os moradores, para entender as necessidades da região para que possa inseri-las nas suas propostas de governo. "Como pré-candidato à prefeitura estou comprometido em entender e resolver as necessidades mais urgentes de nossa comunidade. Sua participação é essencial para construirmos juntos o melhor plano de governo para nossa cidade", garantiu Marcelo.

Reunião com os pré-candidatos

Já o pré-candidato do grupo da situação, Paulo Ney, do PSDB, esteve reunido na noite de anteontem, no Espaço Cristal, com os pré-candidatos a vereadores da coligação do grupo para discutir as diretrizes e orientações consideradas essenciais para a campanha eleitoral deste ano. "Juntos estamos comprometidos com o futuro de Poços", declarou Paulo Ney.

Prestação de contas

Os partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral devem apresentar à Justiça Eleitoral, até o dia 1º de julho de 2024, a prestação de contas referente ao exercício de 2023. Todos os partidos – com abrangência nacional, estadual e municipal – devem apresentar a prestação de contas anual, perante o TSE, TRE e cartórios eleitorais, respectivamente.

A obrigação de prestar contas é tanto para os órgãos que tiveram vigência em todo o ano de 2023 quanto para aqueles que estavam vigentes em apenas parte do ano. No caso de extinção ou dissolução do órgão partidário, a prestação de contas relativa ao período de vigência deve ser apresentada pela esfera partidária imediatamente superior ou por quem o sucedeu, com identificação dos dirigentes de acordo com o período de atuação.

Caso não tenha ocorrido movimentação financeira em 2023, o partido deverá apresentar a Declaração de Ausência de Movimentação Financeira, informando a sua posição patrimonial e financeira apurada no exercício.

   EM OFF   

* Nas conversas em off, o secretário de obras José Benedito Damião, primeiro amigo do prefeito Sérgio Azevedo desde quando ele deixou Volta Redonda (RJ) para fixar residência em Poços, não esconde uma certa decepção com ele pelo fato de não tê-lo indicado como candidato na vice de Paulo Ney. “Puxaram meu tapete”, disse ele ao volante de uma viatura da secretaria, para um amigo.

* Segundo informações, uma pesquisa para consumo interno do grupo da situação trouxe dois dados altamente preocupantes para os inquilinos do andar de cima da casa amarela. O primeiro deles diz respeito ao desconhecimento dos eleitores sobre Paulo Ney, pré-candidato a prefeito. O segundo dado que decepcionou é sobre a aprovação da população com o governo Sérgio Azevedo. Comparada com a pesquisa anterior, a aprovação do prefeito caiu vários pontos, indicando uma rejeição do eleitorado ao seu governo.

* Todos conhecem a ligação do vereador Flavinho (MDB), com o ex-deputado Carlos Mosconi, de quem foi o adjunto na secretaria de saúde. Pois bem, o vereador jura de mãos juntas, que, em momento algum, Mosconi solicitou que votasse contra o pedido de cassação do prefeito Sérgio Azevedo. Tanto é verdade que votou contra o arquivamento na comissão processante e promete repetir o voto quando a decisão for a plenário, o que deve acontecer na sessão ordinária da próxima terça-feira.

* Celso Donato, secretário de serviços públicos, não tem aparecido publicamente, porém está mais ativo do que nunca nos bastidores e caso o projeto de lei que pede o arquivamento do processo de cassação contra o prefeito Sérgio Azevedo, seja rejeitado, esta vitória do chefe do executivo deve ser creditada a ele, graças a sua experiência e o bom relacionamento que continua mantendo com figuras importantes da política sulfurosa.

* Matheus Luis, apresentador do programa Bom Dia Poços, com noticiário local, logo pela manhã, na TV Poços, registra boa audiência, também participa diariamente de programa de entrevistas e informações, na FM Onda Sul. O apresentador deverá se afastar dos programas nesta sexta-feira, cumprindo a legislação eleitoral, para se candidatar a uma vaga na Câmara Municipal. Bom profissional desta nova safra de jornalistas, Matheus, que está filiado ao PL, tem grande chance de se tornar um dos eleitos para a próxima legislatura.

* O pré-candidato a prefeito pelo PSB, Eloisio do Carmo Lourenço esteve em Brasília, onde, acompanhado do deputado federal Odair Cunha, visitou o ministro Alexandre Padilha, no Palácio do Planalto. O ministro gravou vídeo ao lado dos dois, prometendo todo apoio a candidatura do ex-prefeito, em mais uma demonstração de que o PT local está fora da disputa e o que é pior, completamente desprezado não só pelo ministro, como também pelo deputado.

* O experiente servidor público Miguel Salles foi nomeado, faz alguns dias, para o cargo de secretário-adjunto do setor de serviços públicos. Pois bem, uma das primeiras coisas que é preciso fazer é não só orientar, como treinar os servidores encarregados de cortar grama pelas ruas a não fazer o serviço sem a tela de proteção, para evitar danos em veículos e até mesmo em pessoas.

* A equipe que trabalha no setor oeste, pelos lados da Vila Rica, além de não utilizar o equipamento, ainda é composta por alguns servidores pouco educados. Dia desses danificaram dois veículos de professores da creche Aureliano Miranda de Carvalho e ontem, lá estavam eles, de volta, sem cumprir as normas do trabalho e o que é pior, desrespeitando até mesmo os professores da creche, que como eles, são servidores públicos municipais. Fica aqui o alerta para o novo adjunto da secretaria de serviços públicos.

* Coisa mal planejada dá nisso. A reforma das calçadas na área central era uma das promessas da atual administração, principalmente na Praça Pedro Sanches, onde uma escolha equivocada dos ladrilhos assentados na gestão do prefeito Sebastião Navarro vinha provocando muitas quedas de pessoas pelo fato de não serem antiderrapantes.

ilha

* Pois bem, melhorou, mas poderia estar melhor se a escolha não tivesse sido por uma espécie de piso tipo granito com acabamento flameado. O mesmo material estava sendo utilizado na revitalização das calçadas da Rua Assis Figueiredo, só que ali decidiram também por construir nas esquinas uma espécie de cocho em cimento para o plantio de flores.

* A iniciativa não agradou e a tal “gestão técnica” anda fazendo “ilhas” até mesmo nas faixas destinadas a travessia de pedestres, tipo da coisa que além de reduzir o número de vagas para os veículos estacionarem, ainda vai dificultar as manobras e a visão dos motoristas.

* Sobre o problema na obra, a prefeitura divulgou uma “nota técnica”, informando que a mudança foi motivada por questões técnicas e estéticas surgidas durante a execução. Canteiros estão sendo modificados para melhor adequação ao local e segundo a nota o projeto inicial não previa impacto no asfalto da região

* Na edição desta quinta-feira do diário oficial do município, está publicada a Portaria de Número 4.753, assinada pelo prefeito Sérgio Azevedo, exonerando Adalberto Evangelista de Oliveira, do cargo, em comissão, de Gerente da Seção de Conservação de Vias e Logradouros, e o nomeando para exercer o cargo, em comissão, de Gerente da Seção de Coleta de Resíduos Sólidos. Para substitui-lo na antiga função, foi nomeado Fernando Antônio Ribeiro da Silva.