Anuncio_-_Tribuna_Zona_Leste_-_Alcoa_59_anos-portal.jpg


 

silvio csu

Para o vereador Sílvio, a área ociosa no CSU é extremamente adequada para abrigar a base do SAMU na região

Destacando a localização estratégica da Zona Leste de poços de Caldas em relação ao próprio município e cidades vizinhas, o vereador Sílvio Assis (MDB) encaminhou ao prefeito Sérgio Azevedo a indicação de que seja instalada uma base permanente do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) preferencialmente na área ociosa e abandonada do CSU. A Moção de Apelo do vereador  foi aprovada pela Câmara de Poços, nesta semana, reforçando a reivindicação junto Poder Executivo para a instalação desta importante corporação de serviços urgentes de saúde . O parlamentar ressaltou que a rapidez e a eficiência no atendimento de emergências são fundamentais para garantir o bem-estar e a segurança da população.

Segundo o autor, várias demandas são encaminhadas ao Legislativo com relação ao tempo estimado para chegada de um veículo do SAMU em bairros mais afastados. “Temos visto um aumento significativo no trânsito em horários de pico, em especial nas avenidas João Pinheiro, Vereador Edmundo Cardillo, rua Coronel Virgílio Silva e em várias outras vias importantes da cidade. Precisamos levar em consideração, também, o aumento da população nas regiões leste sul. Todas estas questões precisam ser avaliadas, visto que, em alguns casos, o SAMU tem demorado de 40 a 45 minutos para chegar ao destino. Não por falha dos servidores, mas pela localização da ocorrência”, disse.

Sílvio ressaltou que o atendimento tardio representa uma desvalorização das políticas públicas de saúde. “A finalidade do SAMU é o atendimento rápido e emergencial, portanto é preciso reavaliar a localização das bases. Tivemos, no mês passado, o óbito de um cidadão que chegou a ser socorrido, com tentativa de reanimação. A pessoa não faleceu por erro do SAMU, mas sim porque estava muito longe e houve uma demora para chegar ao destino. Destaco, também, acidentes que acontecem na serra sentido Bandeira do Sul, Laranjeiras e Caldas. Até a unidade do SAMU sair da zona oeste, passar pelo centro, dependendo do horário, terá uma demora significativa”, afirmou.

A Moção de Apelo, de acordo com o parlamentar, vem solicitar um esforço dos órgãos competentes para que tal situação seja resolvida. “Não é por falta de locais públicos para implantação de novas bases, pois têm vários espaços nessas regiões da cidade. Já apresentei, inclusive, algumas Indicações sugerindo a utilização de alguns prédios públicos, como é caso da antiga creche no São Sebastião. Espero que os problemas sejam solucionados o mais breve possível”, finalizou.