Deprecated: Optional parameter $parent_id declared before required parameter $endLevel is implicitly treated as a required parameter in /home/tzleste/public_html/modules/mod_cinch_menu/core/accmenureader.php on line 22

franco 1024x680

Secretário explica questão das terras raras

Entrevistado ontem pelo programa Café Interativo da Sulminastv, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Franco Martins, afirmou que hoje não se tem idéia do tamanho do projeto terras raras para Poços e região. "O Daniel, vereador de Caldas, falou de um único projeto que é da Meteoric, que tem uma ação em Caldas, a área de exploração da Meteoric abrange Poços de Caldas, Caldas e Andradas, eles têm um entendimento com a prefeitura de Caldas, mas existem outros projetos, que é da Viridis, outra empresa australiana, cuja área de exploração é 100% em Poços de Caldas, um projeto tão bom ou tão grande quanto a Meteoric", garantiu o secretário. Franco afirmou que há outros projetos na cidade neste sentido, mas que ainda não pode se pronunciar sobre o assunto, porque não procuraram a prefeitura de modo oficial.

"Tanto a Meteoric quanto a Viridis procuraram a prefeitura para fazer o lançamento oficial dos projetos, que foram custeados 100% pelas empresas. A prefeitura foi convidada para o evento, como parte integrante, mas todo lançamento, todo contato com o governo estadual, partiu das empresas", explicou Franco.

Geração de empregos e impactos positivos

O secretário esclareceu que a extração das terras raras deve começar em 2027, que é a primeira fase, mas que acontecerão outras fases em seguida. "Poços vai ganhar muito recurso, muita geração de empregos, como toda região também", garantiu o secretário. Segundo ele, tanto a Meteoric quanto a Viridis possuem sedes administrativas em Poços de Caldas. "Em locais diferentes elas têm um andar inteiro de prédios alugados. Tem também a parte de análise da bauxita de laboratórios em Poços. Neste momento as duas estão empregando diretamente e indiretamente mais de 100 pessoas e já têm gerado ISS para o município. Temos a questão do comércio imobiliário e de consumo e vem atraindo novos parceiros. Hoje o maior laboratório de análise minerais está em Poços e emprega mais de 30 pessoas, então, em num primeiro momento, Poços já vem absorvendo um impacto positivo desses projetos", garantiu Franco Martins.

Especialidades na Policlínica Sul

O ouvidor da Câmara Municipal, vereador Flávio Togni de Lima e Silva, através de requerimento, fez vários questionamentos ao Executivo a respeito da Policlínica Sul. Sobre as especialidades disponíveis no local, a Secretaria de Saúde informou que são: alergia, cardiologia, dermatologia, fonoaudiologia, ginecologia, neurologia, ortopedia, otorrinolaringologia, pediatria e psiquiatria, além de exames eletrocardiograma, ultrassom obstétrico de risco habitual e ultrassom em geral.

Operação Madrugada

Com o objetivo de promover segurança pública, por intermédio do patrulhamento preventivo e abordagem de indivíduos com fundada suspeita, a Secretaria de Defesa Social, através da Guarda Municipal, desencadeou a 'Operação Madrugada'. "Não se pode desconsiderar a função social da operação que, em se identificando pessoas em situação de rua, a abordagem social é acionada para ofertar os serviços adequados", informou a secretaria.

A Operação da Madrugada é realizada pela Polícia Militar e Guarda Municipal. Trabalho semelhante ocorre durante o dia, com a participação também da Polícia Civil. O vereador Claudiney Marques questionou se com o início da operação os índices de furtos na região central e adjacências tiveram redução, tendo a secretaria informado que os dados da PM mostram que houve, sim, diminuição de furtos e crimes. "Verifica-se que no mês de maio de 2024 houve uma redução de 30,41% em relação a abril 2024 e de 37,04% em relação a maio de 2023. Ainda comparando-se os cinco primeiros meses de 2023 a 2024, a redução foi de 12,93%", informou.

   EM OFF   

* Da sessão ordinária da Câmara Municipal nesta terça-feira, consta o parecer do relator Claudiney Marques (PSDB), no projeto de lei do vereador Silvio de Assis (MDBN), solicitando a cassação do mandato do prefeito Sérgio Azevedo. O relator solicita em seu parecer o arquivamento do processo por suposta prática de infrações político-administrativas previstas no Decreto-Lei Nº 201, de 27 de fevereiro de 1967.

* Segundo especulações nos corredores do legislativo, ontem à tarde, á votação pela continuidade do processo está indefinida e tudo pode acontecer, desde um empate por 7x7, com a decisão cabendo ao presidente Douglas Dofu, até uma possível derrota do parecer pela continuidade do processo. Lembrando que ao final do processo, a votação pela cassação do mandato será por maioria absoluta, número muito difícil de ser alcançado.

* Ainda sobre o assunto, o Ministério Público de Minas Gerais, através da 4ª. Promotoria, que tem como titular a Dra. Daniela Vieira de Almeida Trevisan, também instaurou uma Notícia de Fato, para averiguar o cumprimento de forma correta das vistorias nos locais que foram instaladas as câmeras de vigilância pela empresa Fortress no Município, objeto que também consta da instauração do processo de cassação.

* Dentre os vários requerimentos apresentados pelo vereador Douglas Dofu (União Brasil), que serão lidos na sessão desta tarde, dois merecem destaque. No primeiro, ele questiona o poder executivo sobre o teor dos protocolos de investimentos assinados pelo Poder Executivo com as empresas mineradoras e o Governo do Estado. E, quanto e como as mineradoras investirão no Município de Poços de Caldas, uma vez que houve a assinatura de um protocolo de investimento. Pergunta também se as lavras estão no município de Caldas.

* No segundo requerimento, o vereador convida ao Sr. Joanes Silvestre da Cruz, Chefe da Unidade Avançada da Agência Nacional de Mineração – ANM, em Poços de Caldas, para falar sobre as onze barragens do Sul de Minas que precisam de reforço na segurança. Dessas 11 barragens, sete delas, de rejeitos de mineração estão em Poços de Caldas e duas em Caldas. As localizadas no município vizinho estão próximas a rios que cortam o município de Poços de Caldas.

* O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), lidera a pesquisa espontânea de intenção de voto encomendada pela TV Alterosa e publicada pelo Instituto Viva Voz. O chefe do Executivo da capital mineira foi citado por 10% dos eleitores entrevistados, enquanto o deputado estadual Mauro Tramonte (Republicanos) aparece na sequência, com 9,5%. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

* O ministro do Turismo, Celso Sabino, entrou em contato com senadores nas últimas semanas pedindo apoio para a aprovação do projeto de lei que autoriza o funcionamento de cassinos, do jogo do bicho e de outras modalidades de jogos de azar. A proposta prevê a criação de cassinos-resort. As instalações só receberão aval para funcionamento se tiverem hotéis, shoppings, salões para eventos sociais e restaurantes.

* Dará entrada na sessão ordinária desta terça-feira, um requerimento contendo pedido de informações ao executivo a respeito do método de ensino denominado Ativamente, aplicado nas escolas municipais do 1° ao 9° ano, que já custou aos cofres municipais cerca de R$ 2 milhões e como o contrato foi renovado por mais um ano deverá dobrar de preço, passando de R$ 120 para R$ 250 por escola. O requerimento está assinado por todos os vereadores.

* Na mesma sessão será lido e colocado em votação no Plenário, requerimento de autoria da vereadora Regina Cioffi (PP), onde ela solicita informações a respeito do convênio firmado entre o Município, através da secretaria de saúde e a Santa Casa de Salto de Pirapora.

* Entre outras coisas, a vereadora quer saber: se houve termos aditivos a este convênio? Quantos? Quais valores? Qual a estrutura que está sendo fornecida pela empresa conveniada em relação aos equipamentos? Quais os equipamentos pertencentes a empresa que são usados pelo município? Quantos funcionários compõe a estrutura do convênio? Encaminhar documentação da última prestação de contas realizada pela Santa Casa de Salto de Pirapora. Pergunta ainda a vereadora, quais os valores gastos com as reformas da Policlínica Central, Hospital Margarita Morales, PSFs e UBSs?

* Através do Requerimento, aprovado em Plenário, a vereadora Luzia Martins (PDT) convocou a coordenadora da Divisão Administrativa da Policlínica Central para participar da reunião ordinária desta terça-feira. Um dos temas em pauta será a possível terceirização dos serviços do Laboratório.