dr_mosc.jpg

Carlos Mosconi: recuperar o prestígio político perdido em Poços de Caldas

O ex-deputado Carlos Mosconi, líder maior do PSDB em Poços de Caldas decidiu quebrar o silêncio e se manifestar sobre o atual momento político que estamos vivendo em Poços de Caldas no que diz respeito a eleição para a escolha dos deputados federais e estaduais que tomarão posse em janeiro de 2023.

Disse Mosconi que em Poços “continuamos querendo eleger nossos candidatos para termos a expressão política que não temos mais”. Segundo ele, o prefeito, corajosamente, tem defendido esta posição, apesar de mal compreendido e os partidos da base deveriam manifestar esse apoio.

Como liderança dos tucanos, o atual secretário de saúde afirma que por conta de abrir espaço para a busca de um consenso da base governista municipal, abriu mão de ser candidato nesta eleição. Pensou, mas confessa que isso foi um ledo engano.

“Imediatamente após minha decisão, várias manifestações políticas ocorreram no sentido contrário ao entendimento”, declara o ex-deputado na sua postagem nas redes sociais. Mesmo assim ele acha que ainda é tempo, e lembra de lideranças do passado, de saudosa memória, como Roberto Junqueira e Sebastião Navarro, para quem o melhor partido era o PPC – Partido de Poços de Caldas.

Aproveitando o descanso

Aproveitando o recesso do legislativo, a vereadora Regina Cioffi tirou uns dias para descansar com a família. Ontem ela postou uma foto, na sua página do Instagram, nas cataratas de Foz do Iguaçu. Está renovando as energias para o retorno às atividades legislativas e definindo sua possível candidatura a deputada.

Muitos compromissos

Quem também está aproveitando o recesso da Câmara Municipal é o presidente, vereador Marcelo Heitor, que é pré-candidato a deputado estadual pelo PSC, que nesta semana participou de algumas reuniões, cumpriu compromissos políticos partidários, realizou visitas e conversou com lideranças da cidade e região. Segundo ele, hoje, sábado, tem mais compromissos, mas estará presente na apresentação da Esquadrilha da Fumaça, logo mais à tarde, no Aeroclube. Mas como ninguém é de ferro, Marcelo estará fora da cidade na próxima semana, de segunda a quinta-feira, quando viaja com a esposa e filhos e aproveita para descansar uns dias.

Celso Donato: agenda cheia

Já o pré-candidato a deputado federal Celso Donato teve uma agenda cheia, ontem, na cidade. Visitou o Lar dos Velhinhos da Sociedade São Vicente de Paulo, na zona leste, que atende 100 idosos e conta com 60 funcionários. Depois seguiu para a zona sul para acompanhar no ginásio Juca Cobra o projeto União Recreativa Casas Populares, que atende 90 alunos. De lá seguiu para a feira livre do conjunto, onde conversou com feirantes, moradores, comeu pastel e tomou cafezinho.

Plantio de árvores

O secretário de Serviços Públicos, Antonio Donizette, afirmou que diferente de tempos passados, em que se plantava árvores grandes e inadequadas, hoje o replantio é de espécies de pequeno porte, adequadas para o local e que não criam raízes nas laterais e nem danificam calçadas. Apesar das árvores impróprias plantadas no passado, Donizette garantiu que elas são mantidas e só são retiradas se estiverem em risco de queda e colocando em perigo a rede elétrica e a vida das pessoas.

De acordo com o secretário, em 2021, seu primeiro ano na secretaria, foram plantadas 5.300 árvores e no ano passado, na semana da árvore, foram distribuídas 6.000 árvores para a população. Donizette informou que a secretaria junto com o Horto Florestal faz um trabalho nas escolas, junto as crianças, de conscientização do meio ambiente. São levadas mudas de plantas e as crianças são ensinadas como plantar, sobre a importância da árvore, buscando torná-las cidadãs mais conscientes neste aspecto.

   CURTAS   

* As principais lideranças políticas do Sul de Minas se reúnem neste sábado, a partir das 20h30m, na Estância Marinho Menezes, em Muzambinho, para um jantar comemorativo aos 32 anos de circulação ininterrupta da Folha Regional, do nosso amigo Vagner Alves. Poços estará representada na festa pelo ex-deputado Geraldo Thadeu e pelo empresário Sérgio Krisanski.

* Nos bate-papos das cafeterias do centro, as eleições deste ano são o principal assunto de muitas mesas, principalmente onde estão reunidas algumas lideranças da política sulfurosa e até aqueles que colocam em discussão assuntos que dizem respeito a cidade, alguns elogiando e outros criticando a atuação dos atuais inquilinos da casa amarela.

* E nesses bate papos a sucessão municipal de 2024, cuja pré-campanha deve ter início logo no primeiro semestre de 2023, também fazem pauta das conversas. A opinião da maioria é a de que Poços de Caldas não revelou nenhuma liderança de peso, ou pelo menos hábil para aglutinar um leque expressivo de acompanhantes como nos tempos dos coronéis, como eram conhecidas as lideranças mais antigas.

* E como isso não aconteceu e o prefeito atual deixa o cargo no final de 2024, sem novas lideranças de expressão, costumam ser citados nomes da ala mais conservadora, dentre eles, os ex-prefeitos Eloisio Lourenço, Paulo Tadeu, Paulinho Corominas e Geraldo Thadeu, além de Ércules Tassinari, Cícero Machado de Morais e Gustavo Frahya, que poderiam com a experiência do passado fazer com que Poços de Caldas retorne aos velhos e bons tempos.

* Claro que outros nomes que estão fora da política mas demonstram boa capacidade de liderança e competência administrativa também fazem parte da lista, dentre os quais estão o jovem empresário Leonardo Miguel Severini, presidente da ABAD e o promotor de justiça Glaucir Modesto Antunes. Dependendo do resultado da próxima eleição, o ex-secretário de governo Celso Donato e o presidente da Câmara, Marcelo Heitor, podem até integrar a lista, assim como o vice-prefeito Júlio de Freitas, se realmente sair da toca e conseguir ampliar seu espaço, sem despertar ciúmes no alcaide cujo comportamento narcisista não permite sombra no espelho.

* E nessa miscelânea em que se transformou a política, onde se acende uma vela para Deus e outra para o Diabo, caso do senador Alexandre Silveira, candidato à reeleição que uma hora está ao lado de Lula e outra com Bolsonaro, o empresário Silvio José Ferreira, emedebista dos antigos confessa que o seu MDB hoje está a mesma coisa, por isso é que defende uma reforma política com a implantação do voto distrital e reforma administrativa. Nesse ponto, Silvinho está ao lado do prefeito Sérgio Azevedo, que tem o mesmo pensamento e faz a mesma análise.

* O desabafo do ex-deputado Carlos Mosconi sobre a falta de consenso no grupo que tem o comando do executivo municipal, merece uma reflexão quando ele diz que abriu mão da candidatura esperando que com isso pudesse haver uma união em torno de dois candidatos representando o grupo na eleição para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal e lamenta que isso não tenha ocorrido.

* O entrave para o consenso, no entanto, foi que as principais lideranças do grupo insistiram nas candidaturas de Celso Donato para federal e um representante do PSDB para estadual. Em momento algum, os nomes dos vereadores Regina Cioffi (PP), Marcelo Heitor (PSC) e Wellington Guimarães (União Brasil), além do vice-prefeito Júlio de Freitas (União Brasil), foram aceitos como candidatos do grupo. O consenso proposto era na base do eu indico os candidatos, vocês (Regina, Paulista, Júlio e Heitor), retiram suas candidaturas e concordam em apoiar a dupla Celso Donato (federal) e o vereador Flavinho (estadual).

* Na postagem feita pelo ex-deputado, o primeiro comentário feito foi do presidente do PSDB, Newton Junqueira, convidando a todos para darem apoio e declarando que seu voto será para Celso Donato e Flávio Togni de Lima e Silva. Resta saber se seus companheiros do grupo “cabeças brancas” concordam com ele no que diz respeito a disputa para a Câmara Federal.

* A pré-candidata a deputada federal pelo Avante, Yula Merola seguiu ontem para a capital mineira, onde participa neste sábado da convenção nacional do partido, que acontece de 8h às 13horas no Minascentro.

* Líderes nas sondagens eleitorais para o governo de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), que busca renovar o mandato, e Alexandre Kalil (PSD), terão suas candidaturas oficializadas neste fim de semana. A fim de referendar a participação de Zema na disputa, o Novo faz reunião na manhã deste sábado, na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte, na Região Centro-Sul da cidade.

* Amanhã (24), lideranças do PSD se encontram na sede da Assembleia Legislativa, também na Região Centro-Sul. O encontro vai formalizar a participação do ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil, no pleito estadual.