gmpc

Bandidos, temei-vos!: Secretário de Defesa Social disse que Guarda Municipal receberá armamento 

O secretário de Defesa Social, Rafael Tadeu Conde Maria, informou que muita gente questionou o estudo de aquisição de um veículo blindado para a Guarda Municipal, mas que o objetivo é dar segurança, porque já está sendo estudado o armamento da corporação.

"Estamos trabalhando para isso, a Polícia Federal já recebeu toda documentação, já fez uma primeira análise, precisamos fazer algumas correções documentais, que já está sendo feito e em breve poderemos ter a Guarda armada, uma das últimas do Sul de Minas", afirmou Rafael, citando Guaxupé, Andradas, Alfenas, Itajubá que já possuem a Guarda Municipal armada.

Mais transparência

"Mais um equipamento tecnológico que vem somar e melhorar nosso trabalho, com mais transparência em nossas ações, e porque não dizer uma retaguarda jurídica muito importante para os nossos integrantes", destacou o diretor da Guarda Municipal, inspetor Marcelo Bastos ao se manifestar sobre a implantação das câmeras acoplada aos uniformes dos GMs.

De acordo com ele, quando houver alguma demanda ou questionamento da ação dos GMs haverá as imagens para analisar e mostrar, caso necessário, inclusive para a justiça. "Isso vem trazer uma segurança maior para os nossos agentes e também para a população", garantiu o inspetor.

Modernizando a GM

O prefeito Sérgio Azevedo lembrou que tinha assumido o compromisso de transformar a Guarda Municipal em uma das mais modernas do país e tem cumprido a promessa. "Poucas Guardas do país têm os equipamentos que estamos disponibilizando para eles. Ainda faltam algumas coisas, precisamos modernizar o estatuto e contratar mais guarda. A partir do ano que vem vamos realizar concurso e aumentar o efetivo que está muito pequeno. Estamos melhorando a parte de tecnologia para que possam, junto com os agentes de trânsito, prestar um bom serviço para a nova população", afirmou chefe do executivo.

Preço das câmeras

São 50 equipamentos, locados por R$ 13 mil mensais pelo período de um ano, que vão possibilitar a gravação de patrulhamentos, abordagens e atendimento de ocorrências em tempo real. De acordo com discussão sobre o tema em um grupo de rede social houve a informação que câmeras semelhantes são encontradas no Mercado Livre e variam de preço entre R$ 700 a R$ 800 e em uma loja conhecida custa R$ 1.383,00, enquanto que o valor da locação feita pela prefeitura por um ano custará aos cofres públicos R$ 3.120,00 por unidade.

Bom movimento nos hotéis

O presidente do Sindicato de Hotéis, Waldir Miguel, confirmou que neste mês de julho a rede hoteleira tem conseguido preencher suas vagas em 90% nos finais de semana e em 50% nos dias úteis.

"Está uma temperatura muito agradável, estamos passando o mês sem chuva, todo mundo está saindo às ruas, passeando e o comércio lucra com isso. Os hotéis estão acima da média de movimento se comparado com os anos anteriores", garantiu Waldir.

Segundo ele, por conta do alto custo das passagens aéreas, muitos turistas estão preferindo viajar por locais mais próximos, a maioria vindos de São Paulo, capital e muitos também do interior paulista.

   CURTAS   

* Para o presidente da ACIA, a Prefeitura deveria continuar com o combate aos vendedores ambulantes não credenciados, mas ao mesmo tempo, para não deixa-los desamparados deveria criar uma espécie de auxilio financeiro para que continuem mantendo suas famílias. Um vereador oposicionista sugeriu o pagamento de um auxilio também para os catadores de material reciclável que perderam o trabalho com o transporte do lixo para um aterro sanitário em Casa Branca. Quem pagaria a conta? Os contribuintes, como sempre.

* Romeu Zema pernoitou na cidade quando esteve por aqui na noite de sexta-feira para sábado, e participou do encontro organizado pelo partido Novo. Só que, ao contrário de outros governadores, dispensou a oferta para dormir no Pálace ou em um dos hotéis da rede Nacipnal Inn, oferecidos pelo presidente do sindicato, Waldir Miguel. Preferiu um apartamento simples no Hotel Ibis, onde, ficou mais isolado e pode descansar com tranquilidade.

* Está sendo agendada para os próximos dias uma reunião entre empresários de médio e grande porte da cidade, organizado com apoio de uma instituição bancária, ocasião em que serão realizadas palestras sobre o momento financeiro e até mesmo de assuntos que interessam ao Município. O evento está sendo programado sem muito alarde.

* Aleluia. Finalmente o Café Concerto, inaugurado na gestão do prefeito Geraldo Thadeu, junto com a completa revitalização do Parque José Affonso Junqueira, foi reaberto ontem e mereceu até a visita do prefeito que conversou com o novo concessionário que está prometendo prestar um bom serviço, dando continuidade ao excelente trabalho que sempre foi oferecido pela concessionária anterior, integrante da família Merli, proprietária do já saudoso Café Sá Rosa.

* Em resposta ao tucano cabeça branca que disse faltar experiência política e administrativa ao vice-prefeito Júlio de Freitas, para ser o próximo candidato a prefeito pelo grupo, uma liderança do União Brasil lembrou que o vice tem ainda dois anos e meio de mandato e até a eleição estará tão craque na política como é jogando basquete. “Agora é a nossa vez e o prefeito Sérgio já sabe disso”, disse o ex-Democrata agora transformado em União Brasil.

* E o vice, parece que com as bênçãos do alcaide, decidiu sair da toca. Ontem à tarde seu gabinete estava lotado de secretários e perguntado sobre a razão de tanto movimento, “Tio Júlio” respondeu que se tratava de uma reunião de trabalho.

* Mais um sinal de que o prefeito Sérgio Azevedo já se deu conta que está entrando na segunda fase do seu segundo mandato, quando terá que passar adiante as chaves da casa amarela. Como o seu partido, o PSDB está em baixa e sem nenhuma chance de um novo protagonismo e seu líder maior em Poços, Carlos Mosconi, pendurando as chuteiras, Sérgio deve ter decidido investir no União Brasil, parceiro da administração.

* Com isso, fugindo ao seu estilo centralizador, está abrindo mais espaço para o vice para cuidar da parte administrativa enquanto Sérgio ganha tempo para se dedicar mais a parte política, sobrando tempo para acompanhar e fazer andar as obras que a bem da verdade, até agora, cinco anos e meio de governo, não passam de simples intervenções para reforma e manutenção do que já está feito. Obra mesmo para chamar de sua, até agora, não tem nenhuma. Não é à toa que ganhou o apelido de zelador, mas promete mudar isso até o final do governo com a inauguração do Centro Administrativo, Hospital do Câncer e quem sabe a revitalização das avenidas João Pinheiro e Mansur Frahya.

* Acontece nesta quinta-feira, a partir das 19 horas, no Hotel Nacional Inn, sala G, uma reunião das mulheres organizada pelo Comitê Popular de Luta. A organização está a cargo do diretório local do Partido dos Trabalhadores.

* Comerciantes da área central estão preocupados, com muita razão, sobre os constantes arrombamentos e furtos de estabelecimentos. A mais recente vítima foi nosso amigo, o empresário Silvio José Ferreira, proprietário da Casa do Açaí, na Rua Junqueiras, onde os meliantes entraram pelos fundos e além de revirarem tudo acabaram levando cerca de R$ 50 mil, dinheiro, que seria destinado ao pagamento do vale para os funcionários e fornecedores, além de vários objetos. Com um detalhe, no local existe alarme que foi disparado, a empresa responsável pelo monitoramento foi avisada, mas, como o alarme parou, deixou para averiguar se havia ocorrido algo errado apenas no dia seguinte.

* Uma funcionária, ao entrar no estabelecimento se deparou com o arrombamento e furto e notou que o alarme fora desligado, tudo indica, pelos ladrões. Está na hora de a PM em parceria com a Guarda Municipal adotarem um esquema mais efetivo de vigilância no centro da cidade, principalmente à noite, além da instalação de um número maior de câmeras de vigilância. E claro, de uma ação mais rápida e efetiva por parte dessa empresa responsável pelo monitoramento.

* Ao justificar a falta do produto para atender aos fornecedores, o diretor da empresa Águas Minerais, Marcos Sansão, disse que o problema está na falta de mão de obra. Segundo Sansão, por força de lei foi obrigado a demitir os funcionários contratados e agora não pode chamar os concursados porque o prazo do último concurso venceu. Na produção, onde trabalhavam 18 pessoas, hoje estão apenas quatro, informou o diretor.

* A empresa Edson Leite Garcia, com o valor de R$ 839.195,41, foi a vencedora da licitação para executar o serviço de construção e recuperação de calçadas em diversos locais do Município. O Termo de Homologação está publicado na edição desta quinta-feira, do diário oficial do Município.