Deprecated: Optional parameter $parent_id declared before required parameter $endLevel is implicitly treated as a required parameter in /home/tzleste/public_html/modules/mod_cinch_menu/core/accmenureader.php on line 22

Foto Fábricaw

Eventos para esclarecer dúvidas da comunidade e simulado de mesa antecedem exercício coordenado pela Defesa Civil

Seguindo o compromisso de segurança com operações e comunidade, a Alcoa Poços de Caldas, apoiará a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros na realização do Simulado de Evacuação da Comunidade, na sexta-feira, 28 de junho, a partir das 9h, no bairro Jardim Kennedy II. O exercício cumpre os Planos de Segurança de Barragens (PSB) e de Atendimento à Emergência (PAE) da empresa e envolverá moradores da parte baixa do bairro Jardim Kennedy II, que fazem parte da Zona de Autossalvamento (ZAS).  

Comunicação com a Comunidade

A Alcoa está comprometida em manter uma comunicação constante e esclarecedora com a comunidade. Nas ações da Companhia incluem a distribuição de materiais informativos diretamente nas casas dos moradores e a divulgação de avisos por meio de carro de som e rádio comunitária do bairro.

Para explicar detalhadamente a ação à comunidade, foi realizado um seminário na segunda-feira, 24 de junho, na Associação Bem Viver (Rua Titânio, 365 - Jd. Kennedy II). A Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e a equipe de Segurança (EHS) da Alcoa Poços apresentarm informações sobre o treinamento, esclarecerão dúvidas dos participantes.

Simulado de Mesa

Outra etapa fundamental será o simulado de mesa, é nesta quarta-feira, 26 de junho, que reunirá todos os órgãos envolvidos no exercício: Corpo de Bombeiros, Polícia Militar (incluindo Polícia Ambiental, Rodoviária e Operações Aéreas), Guarda Municipal, Demutran, Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE), Departamento Municipal de Energia (DME), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Consórcio EPR Sul de Minas - Concessionária Rodovia.

Zona de Autossalvamento

Vale reforçar que a ZAS (Zona de Autossalvamento) foi definida a partir de estudo elaborado pela Alcoa, que considera a possibilidade hipotética de rompimento da área de rejeito de bauxita da empresa. O resultado é um mapa que permite a visualização da extensão dos impactos, o que é útil para ações de prevenção e segurança, como o simulado.

Todas as pessoas que estão nas áreas de potencial impacto foram recadastradas neste ano, o que permitiu identificar 1010 moradores em 499 propriedades, além de suas características específicas, como problemas de mobilidade e presença de animais domésticos. Já os moradores que não foram cadastrados não precisam participar do simulado por estarem fora das áreas que podem ser impactadas em hipótese de acidente.

“Reforçamos que nossas ARBs estão segurase são monitoradas continuamente. O simulado de evacuação é um exercício preventivo e que reforça nosso compromisso com a segurança e o cuidado com as pessoas. Valorizamos a transparência e, por isso, incentivamos a participação de todos no Seminário e no Simulado”, destaca Rodrigo Giannotti, gerente de Refinaria e Áreas de Resíduo de Bauxita.

Em caso de dúvidas, entre em contato com Alcoa Poços de Caldas, pelo telefone (35) 99165-0815.

Sobre a Alcoa Poços de Caldas

A unidade de Poços de Caldas (MG) é o marco inicial da história da Alcoa no Brasil, em 1965. Com mais de 1.200 funcionários (entre diretos e contratados), a unidade foca em pesquisa, desenvolvimento e aplicações que têm o potencial de transformar a indústria do alumínio.

Dedicada à produção de alumina, lingotes, tarugos e pó de alumínio, a planta destina para o mercado nacional e global produtos com baixa emissão de carbono que levam o selo EcoSource. Conforme a estratégia de atuação responsável da Alcoa, a unidade adota medidas para ampliar seu legado positivo.

Não por acaso, em Poços de Caldas foi instalado o primeiro equipamento de filtração na Refinaria da Alcoa no Brasil, mudando a disposição do resíduo de bauxita de úmido para seco – tecnologia referência para a indústria do alumínio, trazendo inovação e sustentabilidade para o processo.

Ao mesmo tempo, o Parque Ambiental comprova, há 31 anos, a seriedade do compromisso da Alcoa com a recuperação de áreas mineradas, tendo a primeira trilha do estado de Minas Gerais em área reabilitada com mata nativa, sendo um espaço de educação ambiental e engajamento social.

Para saber mais sobre a Alcoa, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=kRYX4J07yG0