alcoa eco

Alunos da Escola Municipal José Raphael dos Santos Neto (Jd. Philadelphia) durante visita ao Parque Ambiental 

 

O Parque Ambiental da Alcoa em Poços de Caldas reabriu suas portas para receber novamente os participantes do Programa Cultivando a Mata Atlântica. Os primeiros visitantes foram os alunos das escolas que participaram da edição virtual do Programa, realizada no ano passado. A primeira visita foi da Escola Municipal José Raphael dos Santos Neto e aconteceu no dia 5 de abril.

As visitas também serão destinadas aos alunos do 7º e 8º anos do Ensino Fundamental das demais escolas: Estadual Cleuza Lovato Caliari e Municipais Dr. Alvino Hosken de Oliveira, Ir. José Gregório e Wilson Hedy Molinari, que concluiram o Programa em 2021, no formato online.

“No ano passado, devido à pandemia, realizamos uma edição virtual e as visitas foram adiadas para depois do retorno às aulas presenciais”, conta Maria Cristina Gonçalves, Consultora de Relações Governamentais, Comunicação e Relações Comunitárias da Alcoa em Poços de Caldas. “Com o retorno das aulas e a melhoria dos índices da pandemia na cidade, programamos as visitas, pois nada como ver in loco que aprenderam nas apostilas. Além do Parque Ambiental, os alunos também estão visitando o Jardim Botânico de Poços de Caldas e o Zoo das Aves, importantes parceiros para a realização do Cultivando”.

Primeira visita fez parte da edição online do Programa Cultivando a Mata Atlântica, realizada em 2021,

que atendeu alunos de cinco escolas públicas de Poços de Caldas

“Acompanho este programa há bastante tempo e o considero excelente, pois os alunos aprendem na prática o que estudam sobre biodiversidade na escola”, contou o professor Carlos Henrique Oliveira. “Agora, com a visita ao Parque Ambiental foi ainda melhor. Os nossos alunos vieram muito dispostos a aprender e ansiosos para estarem juntos novamente”.

O Cultivando a Mata Atlântica é realizado desde 2014 pela Alcoa Poços de Caldas, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas, Superintendência Regional de Ensino, Fundação Jardim Botânico, Zoo das Aves e Consultoria Enutrium, e direcionado a alunos do 7º e 8º anos do Ensino Fundamental das escolas públicas da cidade.

O Programa tem como objetivo ampliar o conhecimento dos alunos sobre a realidade ambiental da região e despertá-los para o bioma Mata Atlântica. Durante cinco encontros – um por semana, os participantes estudam temas como biodiversidade, biomas e a Mata Atlântica, conservação de recursos naturais (água), importância de preservar a floresta, queimadas, flora e fauna da Mata Atlântica, comércio ilegal de animais, mineração sustentável, reabilitação de áreas mineradas e o alumínio no dia a dia das pessoas. São realizadas atividades práticas nas trilhas para identificação de espécies arbóreas do bioma Mata Atlântica e de hábitos de animais, além de visita à sala de maquetes, que reproduz o processo de produção do alumínio.

Cultivando a Mata Atlântica 2022

Este ano, o Cultivando a Mata Atlântica terá início em 3 de maio e será realizado 100% presencial. As escolas selecionadas foram Escola Estadual Professor José Castro de Araújo, Escola Municipal José Avelino de Melo, Escola Municipal Raphael Sanches e Escola Municipal Sérgio de Freitas Pacheco.

Compartilhe!